?

Log in

No account? Create an account
entradas amigos calendário info alter ego mais antigo mais antigo mais recente mais recente
Guil
 The Divine Comedy - Assume The Perpendicular
"I can't abide a horizontal life/ It's time to rise, assume the perpendicular"

2010 Foi o ano do regresso dos Divine Comedy, com um álbum de que gostei muito, Bang Goes The Knighthood. É o décimo álbum dos DC - e o anterior era já de 2006, tempo demais para esperar pelo regresso de Neil Hannon. Para além das canções em si, há dois motivos para gostar deste disco - o primeiro é o facto de ter comprado a edição especial, que inclui nove canções gravadas ao vivo em Paris, em Setembro de 2008, nas quais Neil Hannon canta versões de canções francesas de diversos autores (Amsterdam de Jacques Brel, Poupée de Cire, Poupée de Son, escrita por Serge Gainsbourg para France Gall, Les Copains D'Abord de Georges Brassens, e até Joe Le Taxi da Vanessa Paradis). Hannon desenrasca-se muito bem, num francês bastante decente - e é muito divertido ouvi-lo nestas versões. O segundo motivo, mais pessoal, é o facto de ter comprado este álbum na Rough Trade de Notting Hill, uma loja que adoro (até pelo papel que teve na música britânica nos anos 80). Por esse motivo, é um álbum que me faz lembrar Londres - e isso sabe sempre bem.

Tags:
mood: okay okay

ler 2 comentários | comentar