?

Log in

No account? Create an account
entradas amigos calendário info alter ego mais antigo mais antigo mais recente mais recente
Guil
Terminei o Dune na sexta-feira passada.

Extraordinário, aquele livro! Lembro-me vagamente de ter visto o filme do David Lynch na televisão, quando era míudo. Sei que fiquei impressionado com todo o aspecto visual do filme, mas acho que não percebi nada da historia... ;-) Mais tarde, vieram os jogos PC - primeiro o Dune original, um excelente (embora muito linear) misto de aventura e estratégia que ia buscar os personagens ao filme, embora desse algumas voltas à história (os Atreides em Carthago e os Harkonnen em Arrakeen?!?!); mais tarde o Dune 2, um clássico dos jogos de estratégia em tempo real, marcou a sua época...

E agora, o livro!

Frank Herbert escreveu com uma mestria espantosa esta história. É um livro de aventura disfarçado de ficção científica. Ou será o contrário? A verdade é que este relato da ascensão de Paul Atreides no planeta Arrakis, totalmente deserto e habitado por vermes monstruosos, único local no universo capaz de produzir a Especiaria Melange, de propriedades geriátricas e imprescindível à navegação espacial, assume proporções verdadeiramente épicas, com confrontos entre Casas Nobres, traições, uma nobreza muitas vezes pouco nobre, um clero pouco escrupuloso... Nem sequer há robots, confrontos entre naves inimigas ou armas estranhas (pronto... há as las-guns e armas atómicas, mas as armas mais usadas são sem dúvida as espadas e as facas!... ;-) ). Ficção científica? Só porque a acção se passa a 10.000 anos de distância...

O que mais impressiona é o detalhe com que Herbert criou todo este universo, a história dos varios povos, as suas religiões, toda a cronologia da evolução do universo. Nisto, a obra de Herbert aproxima-se muito da de Tolkien. Dune acaba por ser uma espécie de Senhor dos Anéis do futuro (embora a obra de Tolkien seja muito mais completa e coesa).
Altamente recomendável. Sem qualquer dúvida.

Por esta altura, já devo ter recebido em casa as 5 sequelas q Herbert escreveu. Pelo que li, não estarão à altura do original e vão decaindo de livro para livro, mas que hei-de eu fazer? Estou viciado neste universo!!! : )


Actual leitura, começada ontem no avião: O Outono em Pequim de Boris Vian. Nonsense puro, muito bem escrito, extremamente divertido!!... : ) E semelhante a Dune - há deserto em ambos! : )

Tags:
mood: happy happy

ler comentário | comentar